O Decamerão

O Decamerão

Giovanni Boccaccio

R$129,90
Comprar

O INFERNO LÁ FORA: AS DEZ JORNADAS DE BOCCACCIO

Dez jovens – sete moças e três rapazes – fogem da Florença dizimada pela Peste Negra e se refugiam no campo. Durante dez dias, contam histórias que somam, ao final, as cem de “O Decamerão”, obra-prima escrita pelo italiano Giovanni Boccaccio provavelmente entre 1348 e 1353. O livro, que tem tom sóbrio no início, ao narrar a situação de Florença diante do horror da peste, assume cor e irreverência à medida que começam as histórias das jornadas, em que os jovens, revezando-se como narradores, contam, com humor, o modo de vida da burguesia refinada.

Reconhecido como “pai da prosa italiana”, Giovanni Boccaccio (1313-1375) foi responsável, ao lado de seu mestre e amigo Petrarca, por lançar as bases do humanismo do Renascimento e garantir à literatura italiana estatuto antes só conferido aos clássicos da Antiguidade. Boccaccio se tornaria célebre por “O Decamerão”, obra que sugere que cabe aos que padecem driblar o infortúnio.

[Giovanni Boccaccio por Cornelis Van Dalen II, c. 1660 © Museu de Arte da Filadélfia]


“As sombras assustam-me.”

“Nenhuma outra notícia ouvimos, a não ser ‘Fulanos e fulanos morreram’, e ‘Sicranos e sicranos estão para morrer’. Por toda parte ouviríamos prantos, se existissem os que chorassem. Se regresso ao meu lar, apavoro-me de nele não encontrar nenhuma outra pessoa da minha numerosa família, afora a minha aia. (Não sei se com vocês acontece o mesmo que comigo ocorre). Ainda agora, sinto arrepiarem-se quase todos os meus cabelos. Seja por onde for que eu vá, ou me demore, em casa, parece-me ver a sombra dos que morreram; as sombras assustam-me, não com os rostos que eu conheci, e sim com outros semblantes, horríveis, que não sei de onde procedem. […] Que é que esperamos? Que é que sonhamos? Por que é que somos mais preguiçosas e lentas do que todos os outros cidadãos restantes, na defesa da nossa saúde? Será que nós nos consideramos menos queridas do que todas as outras? Ou será que nós julgamos que a nossa vida está ligada ao nosso corpo com cadeias mais robustas do que a dos outros ao corpo deles, e que, assim, não precisamos nos preocupar com coisa alguma, ainda que alguma coisa tenha força para a destruir? Nós erramos. Estamos enganadas. Que estupidez a nossa, se acreditamos que assim é!”

Trecho de “O Decamerão”, de Giovanni Boccaccio, em edição da Nova Fronteira; tradução de Raul de Polillo.


Bel Coelho cria prato à la Boccaccio

Inspirados pelas descrições de banquetes em “O Decamerão”, convidamos Bel Coelho, chef de cozinha do restaurante da Megafauna, a criar um prato à la Boccaccio. A receita pode ser conferida no vídeo e abaixo. Buon appetito! 

 

CONSOMÊ DE GALINHA E ALMÔNDEGAS DE PORCO E GENGIBRE

(rendimento: 6-8 porções)

::

Ingredientes para o consomê:

  • 600g de carne moída de frango 
  • 1L de caldo de galinha gelado feito em casa
  • 2 cebolas          
  • 1 tomate picado                  
  • 2 talos de salsão picado 
  • 1 cenoura picada 
  • 2 dentes de alho picado 
  • 1 colher de sopa de gengibre picado 
  • 1/2 talo de alho poró picado 
  • Salsinha a gosto
  • Tomilho a gosto 
  • Alecrim a gosto
  • Grãos de pimenta 
  • 1 colher de sopa de sal
  • 3 gotas de suco de limão 
  • 2 claras de ovo 

    ::

Modo de preparo:

  1. Tire o caldo de galinha da geladeira e coe, removendo a gordura.
  2. Em uma frigideira, coloque as metades das cebolas descascadas, com o lado reto para baixo, sem gordura, e deixe-as queimar. Retire-as e pique-as.
  3. Em uma panela alta de aço inox, misture  todos os ingredientes, com exceção do caldo e das ervas. 
  4. Adicione o caldo e as ervas e leve ao fogo. Assim que ferver, deixe cozinhando em fogo muito baixo por uma hora. Não mexa. Somente passe uma colher no fundo de vez em quando para não grudar no fundo. Coe com cuidado. 
  5. Sirva o consomê quente com as almôndegas (receita abaixo) e cebolinha fatiada.

::

Ingredientes para as almôndegas:

  • 1/2 kg de porco moído (pode ser barriga e aparas com 80g de bacon 
  • 1 cebola picada
  • 1 dente de alho picado
  • 2 colheres de sopa de salsinha picada
  • 1 colher de sopa de gengibre picado 
  • 1 ovo
  • 1 colher de sopa de farinha de rosca
  • 1 colher de azeite extra virgem 
  • sal e pimenta-do-reino moída a gosto
    ::
    Modo de preparo:
  1. Pique a cebola, o alho e a salsinha. 
  2. Misture bem todos os ingredientes, menos o azeite, em um recipiente. Faça bolinhas do tamanho que desejar. 
  3. Numa panela grande, coloque o azeite e leve ao fogo médio, até aquecer. Doure algumas almôndegas, de todos os lados. A panela não deve ficar cheia de almôndegas para não cozinhá-las, em vez de fritá-las. 
  4. Depois de dourar, sirva as almôndegas com o consomê.

Voltar para índice da Temporada