Buscar
0

Livros


Filtros

Filtros

Avise-me quando chegar

BANTOS, MALÊS E IDENTIDADE NEGRA
Nei Lopes
Autêntica

0 avaliações

Bantos, malês e identidade negra reúne elementos históricos sobre a formação do Brasil em seu caráter étnico, identitário e cultural, e mostra ao leitor as contribuições dos bantos ao longo desse processo. À guisa de seu envolvimento com a resistência cultural negra no Brasil e na África, Nei Lopes estabelece novos parâmetros sobre a relação entre islamismo e negritude, apresentando uma face da história ignorada por grande parte dos brasileiros.Esta nova edição atualiza profundamente a bibliografia do livro originalmente lançado em 2007, incluindo obras de autores contemporâneos como Elikia M’Bokolo, Carlos Moore, Alberto da Costa e Silva e Jan Vansina, entre outros. Do ponto de vista historiográfico, aprofunda a importância do povo Zulu como matriz de diversos outros povos bantos. Do ponto de vista sociológico, discute a identidade negra incorporando temas e conceitos atualizados, como supremacismo, racismo estrutural e naturalização do racismo.Para o professor Joel Rufino dos Santos, “[…] Nei é um híbrido que ironiza (no sentido socrático de contraideologia) suas duas metades. É um aglutinador de pobres negros suburbanos e intelectuais propriamente ditos”.

  • Seção
    Ensaios/Humanidades
  • Ilustração
  • Páginas
    240
  • Encadernação
    BROCHURA
  • ISBN
    9786559280391
  • Peso
    300 gr
  • Formato
    16 × 23 × 1.3 cm
  • Palavras-chave
    África, Ancestralidade, História, Negritude

Descrição

Bantos, malês e identidade negra reúne elementos históricos sobre a formação do Brasil em seu caráter étnico, identitário e cultural, e mostra ao leitor as contribuições dos bantos ao longo desse processo. À guisa de seu envolvimento com a resistência cultural negra no Brasil e na África, Nei Lopes estabelece novos parâmetros sobre a relação entre islamismo e negritude, apresentando uma face da história ignorada por grande parte dos brasileiros.Esta nova edição atualiza profundamente a bibliografia do livro originalmente lançado em 2007, incluindo obras de autores contemporâneos como Elikia M’Bokolo, Carlos Moore, Alberto da Costa e Silva e Jan Vansina, entre outros. Do ponto de vista historiográfico, aprofunda a importância do povo Zulu como matriz de diversos outros povos bantos. Do ponto de vista sociológico, discute a identidade negra incorporando temas e conceitos atualizados, como supremacismo, racismo estrutural e naturalização do racismo.Para o professor Joel Rufino dos Santos, “[…] Nei é um híbrido que ironiza (no sentido socrático de contraideologia) suas duas metades. É um aglutinador de pobres negros suburbanos e intelectuais propriamente ditos”.

Informação adicional

Peso 0.3 kg
Dimensões 1.3 × 16 × 23 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “BANTOS, MALÊS E IDENTIDADE NEGRA”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Outros livros de Nei Lopes