Buscar
0

Livros


Filtros

Filtros

Avise-me quando chegar

DECLÍNIO DE UM HOMEM
Osamu Dazai
Estação Liberdade

0 avaliações

A curta passagem pela vida do escritor japonês Osamu Dazai – suicidou-se aos 38 anos de idade – não o impediu de se transformar num autor bastante popular. Declínio de um homem, editado pela primeira vez no Brasil, vendeu mais de 10 milhões de exemplares desde sua publicação original, em 1948. A obra sintetiza em cenas e passagens notoriamente biográficas muitas das angústias que tanto alimentavam a personalidade autodestrutiva do autor, a saber: a dificuldade de entendimento com seus familiares, sua antissociabilidade niilista, seu patológico apego ao álcool – vício do qual nunca conseguiu se livrar -, sua autoestima inexistente, enfim, sua evidente sensação de deslocamento em relação ao mundo – como se tivesse sido enviado à existência por mero descuido. O livro é estruturado em três cadernos, nos quais o autor, por meio do personagem alter ego Yozo – um jovem estudante provinciano que tenta sobreviver na capital Tóquio – relata em primeira pessoa diversos episódios sobre as hostilidades da vida que ele tem de enfrentar. Yozo é um depressivo contumaz cuja tristeza se espraia nele como uma metástase, contaminando suas energias e impedindo-o de recuperar uma alegria de viver que, na verdade, nunca sentiu.

  • Seção
    Ficção
  • Páginas
    152
  • Encadernação
    BROCHURA
  • ISBN
    9788574482446
  • Peso
    225 gr
  • Formato
    14 × 21 × 1.2 cm

Descrição

A curta passagem pela vida do escritor japonês Osamu Dazai – suicidou-se aos 38 anos de idade – não o impediu de se transformar num autor bastante popular. Declínio de um homem, editado pela primeira vez no Brasil, vendeu mais de 10 milhões de exemplares desde sua publicação original, em 1948. A obra sintetiza em cenas e passagens notoriamente biográficas muitas das angústias que tanto alimentavam a personalidade autodestrutiva do autor, a saber: a dificuldade de entendimento com seus familiares, sua antissociabilidade niilista, seu patológico apego ao álcool – vício do qual nunca conseguiu se livrar -, sua autoestima inexistente, enfim, sua evidente sensação de deslocamento em relação ao mundo – como se tivesse sido enviado à existência por mero descuido. O livro é estruturado em três cadernos, nos quais o autor, por meio do personagem alter ego Yozo – um jovem estudante provinciano que tenta sobreviver na capital Tóquio – relata em primeira pessoa diversos episódios sobre as hostilidades da vida que ele tem de enfrentar. Yozo é um depressivo contumaz cuja tristeza se espraia nele como uma metástase, contaminando suas energias e impedindo-o de recuperar uma alegria de viver que, na verdade, nunca sentiu.

Informação adicional

Peso 0,225 kg
Dimensões 1,2 × 14 × 21 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “DECLÍNIO DE UM HOMEM”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *